É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo.

c-box ~?



Arquivos do blog

textos | trivialidades | tags

lovely babes


K ~ | Debs | Cookies | Anzu


novas postagens
postagens antigas



führe mich, halte mich

5 de fevereiro de 2017 | 0 comentários


Te amo, pela descoberta que você fez da melhor parte de mim mesma. E também por você ter encontrado no meu coração e ignorado meus caprichos, as fraquezas, as limitações, as fantasias, ter trazido à luz, um mundo de coisas lindas que eu mesma ignorava. Eu te amo e cada dia é como se eu fosse uma vida inteira. E eu te amo pelas mil vidas que você me dá.

Marcadores: