Tudo e nada.

11 de abril de 2016

0 comentários
Sou gota, sou chuvisco, sou tempestade.
Em um momento sou uma leve brisa, no outro sou um tornado a devastar tudo pela frente.

Sou interrogação, exclamação, ponto final ou simplesmente uma vírgula.
Sou um filme, uma música ... um livro, uma história.
Sou luz e escuridão ... noite e dia ... frio e calor.

Sou sangue e alma ... Sou um pensamento, sou um coração.

Posso ser tudo e ao mesmo tempo ser nada.

Marcadores: