17 de outubro de 2017

| | Um comentário:
O Itinerário da Escuridão
Adormecido em minha comiseração
Envolto pelo meu desencanto
Vejo as almas ainda perdidas, sozinhas, esvaindo-se de aleive.
Desperto de minha agonia,
Venho despido de altivez e falsidade
As horas se vão e os dias se passam, atravessam a realidade e caem
Quimeras vivem. Percorrem os caminhos denso de dor
Sustentam-se de aparências
Olvidam a essência do orbe
Regressem, ou sorvam o cálice amargo da dor.
É como esperar a nudez de um amanhecer cinzento na esfinge de emoção sobre meu sepulcro não basta abrir o coração não é bastante não ver!
Para contemplar os jardins frios e tristes.
É preciso também não ter amor nenhum.
Sem amor não há sentimentos: há idéias apenas.
Há só uma porta fechada, e todo o mundo lá fora; e um sonho do que se poderia ver se a porta se abrisse, mas que nunca é o que se espera quando se abre a porta.
Sinto-me morrer...
Somos produto de um erro;
Há tanta vida, dor e mentiras lá fora.
Transes da morte por fim nos esperam
Já não sabemos se a contraímos ou se ela a nós.

11 de setembro de 2017

| | Nenhum comentário:
e nós rimos.
nós rimos tanto que, eu penso pra mim mesma, talvez seja isso. talvez essa seja a vida que eu nasci pra ter. talvez você seja aquele que me fará sentir humana. você, com toda certeza, conecta os pontos que eu nunca entendi antes. a gente vai ter uma vida espetacular, e você é o início disso;

25 de julho de 2017

| | Nenhum comentário:
passou em branco

22 de julho de 2017

| | Nenhum comentário:
Estou aqui. consegui o emprego, consegui a casa, consegui a mudança. mas algo está errado, a cada soluço eu sinto algo partindo dentro de mim. eu não posso sentir frio, não é?
mas a cada noite eu me sinto cada vez mais fria e sozinha. tudo que não deveria estar errado no momento é o que me deixa mais confusa. Nós deveríamos estar felizes, bem, eu estava. Não tão bem assim, mas sempre tem que ter uma coisinha que faça as coisas darem errado. como eu sou burra. minha vontade é de nunca mais abrir a boca, já que dela só sai merda.

10 de julho de 2017

| | Nenhum comentário:
me ame quando minha alma estiver despida. quando eu te revelar meus piores monstros. quando eu da minhas crises. quando bater a loucura, desconfiança, neurose. me ame quando ninguém me ver. quando eu estiver só. ser só. me ame quando eu não me amar. ame por nós dois. me ame quando eu for indiferente. quando eu surtar. quando eu querer espaço. me ame louca. desorientada. quando eu querer sumir. morrer. me ame quando eu for. quando eu voltar. quando eu pisar o pé e dizer não. e não. ponto. me ame quando eu chorar. soluçar. me ame nos meus dias infernais. quando eu fracassar. me ame quando eu não ser nada. pequena. insignificante. quando eu já estiver no fundo do poço. ou quando eu estiver em erupção. me ame. agora. assim. ou nem me ame.

Universos

| | Nenhum comentário:



E assim, eu acredito, que quando eu fechar meus olhos todas as noites sem você ao meu lado, uma versão alternativa de mim, de nós, existe em um universo alternativo. Tão parecido e paralelo com a forma como vivemos, ainda tão diferente do que temos. Nesta vida alternativa, não vou escrever poemas sobre você. Nesta vida alternativa, você não ficará triste pensando em mim. Porque, nessa vida alternativa, nós temos um ao outro. Nesta vida alternativa você está feliz, e estou feliz, e ambos estamos felizes juntos. Nesta vida alternativa não desejarei sua felicidade, porque eu sou uma testemunha da sua felicidade e eu posso ver sua felicidade claramente refletido em seus olhos... eu vou ver que consigo realmente te fazer feliz. Cada vez que dizemos nossas boas noites, e doces sonhos, e cada vez que nos deitamos para dormir. Nesta vida alternativa não vou imaginar de como seus olhos apertam-se quando você sorri, e não estaremos pensando e sonhando com vidas alternativas, e não estaremos desejando isso para manter um ao outro próximo, mesmo que por um segundo. Porque nesta vida alternativa nós dois conseguimos. Nesta vida alternativa (talvez) Deus olhou para nós e antes de nascermos, ele disse: "Eu tornarei isso fácil desta vez".